terça-feira, 3 de agosto de 2010

Indústria de Calcário Sublime S/A - Cal Sublime

Fotos/contribuição: Josenito Siva Neto (Nego do Ganga) e Cassio Neves




>>>Clique nas imagens para ampliar


A descoberta da cal é anterior a 1890 no Pai Tomé e no Curirici.
Os primeiros exploradores fabricavam cal de pedra, vendendo em Monte Santo e Tucano. A pedra calcária era encontrada nas encostas da cordilheira do Muribeca, em direção ao norte.
A cal de Cumbe era também vendida em Cipó e Soure, e chegou a ser comercializada para Salvador, transportada pela estrada de ferro, devido a sua excelente qualidade.
No final da década de 30, Benardino Menezes adquiriu o fabrico de cal de Joaquim Santana Lima, impulsionando a indústria e modernizando-a, criando a “indústria de Calcário Sublime”, que foi desativada depois de ser incorporado ao estado da Bahia. (Texto/Livro: No Sertão do Conselheiro - José Aras)

Nas fotos/Década de 70: Construção do Hidratador - Forno de calcinação - Moinho - Forno 3 - Trilhos para pedras - Caçamba para transporte de pedra bruta - Carregamento de calcário

Sua produção era de 280 toneladas / dia






3 comentários:

jonas felipe disse...

isso foi a montagem da churrasqueira de meu avô virgulino, sssss

Jose Gonçalves disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Samuel da Silva disse...

Meu avô trabalhou na Cal Sublime