domingo, 24 de outubro de 2010

Torrefação e Moagem de Café Euclidense

Embalagem/contribuição: Bráz Victor

A torrefação de café em Euclides da Cunha deu-se início em 1962. Era localizada na Rua Almerindo Rehem, próximo aos correios. Iniciou como Café Palmeira de propriedade do casal Bernado Bezerra e Doralice Bezerra (Dona Deusinha). Torravam-se em média 60 kg de café por semana. Seis meses após, não se dava conta da demanda. Logo, passou a ser Café Euclidense, quando começou a vender para outras cidades. O nome Café Euclidense tornou-se proibido pelo IBC (Instituto Brasileiro do Café) por se tratar nome de cidade.
Após algum tempo a torrefação passou a ser de propriedade dos irmãos Doralice Bezerra e Firmino, que iriam colocar o nome de Café Dk1, porém, não foi possivél, pois, já existia o nome no mercado. Então passou a ser Café Dk2 pelo fato dos clientes pedirem: "Dê Cá dois" pacotes!
Em 1982, Francisco Gonçalves Madureira (Sr Machadinho) comprou a torrefação.
Até hoje continua a terrafação e moagem do Café DK2, porém em mínimas quantidades.

_____

3 comentários:

Geisa disse...

onde fica situado exatamente? Pois desejo experimentar!!!
Obrigada
Geisa

Ilka disse...

Ney, o café DK2 depois de ser do casal Doralice e Bernardo, passou a ser dos irmãos Doralice e Firmino que iriam colocar café DK1 como já existia esse nome no mercado colocaram café DK2. Quando foi vendido para o Sr. Machadinho já estava como o nome de café DK2.
Favor fazer as retificações necessarias!
Grata Ilka Carvalho.

Ney Campos disse...

Obrigado Ilka por sua contribuição!
A postagem já foi atualizada
Continue participando!!
O Museu do Cumbe agradece!!