segunda-feira, 12 de julho de 2010

Filarmônica do Cumbe - 1930

Foto/contribuição: Neide Dantas
Foto inédita e rara da Filarmônica do Cumbe no ano de 1930 - Filarmônica Lira Nossa Senhora da Conceição.
Foto histórica, raríssima, da Filarmônica do Cumbe tirada em 1930.
Esta foto demonstra a evolução e o gosto musical existente no Cumbe no remoto ano de 1930, pois, para quem não sabia, a existência da Filarmônica evidencia o grau de civilidade e bom gosto que existia naquela época. Dentre os componentes da Filarmônica estão identificados até o presente momento, na primeira fila acima, da esquerda para a direita, o 5 (quinto) Ioiô da Professora de terno branco e chapéu panamá com o seu trompete; na segunda fila, Teago Ferreira de Carvalho, o terceiro da esquerda para a direita tocando trompa;
na terceira fila, na frente, sentados, da esquerda para direita: José Augusto de Lima Campos (Zezito Lima) com 8 anos de idade, o 5 (quinto) Nelson Bastos com sua flalta transversal e o último, Miguelzinho. Em pé, o Maestro. Assim, vê-se que em 1930, o Cumbe musicalmente, era infinitamente mais civilizado do que a Euclides da Cunha de hoje. - Texto de Hildebrando Siqueira

Afirma José Aras em seu livro qua a Filarmônica ensaiava dobrados, marchas, choros (chorinho) e valsas. Segundo os mais velhos, a primeira tentativa de se organizar uma Banda de Música em Cumbe foi em 1912, através de um maestro que veio de Soure.

Segue a relação de todos os músicos da banda: Enéas Abelardo Campos (Maestro), Oscar Dantas, João Siqueira Santos, José Lopes de Moura, João Carmezim de Almeida, Miguelzinho, Raimundo Siqueira Santos, Zulmiro Batista, José da Silva Dantas, José Lima Santos, Esmeraldo Marinho, Didico Marinho, Renato Siqueira Santos, Pedeca, José Lourenço Pinheiro e Teago Ferreia de Carvalho, sendo que os dois últimos foram também maestros.
Foram presidentes da banda, Luiz Calderão e Luis Ferreira Nascimento (Seu Lua).
Os músicos acima citados não estão na ordem da foto

>>> Para melhor ampliação, clique AQUI aparecerá uma lupa no mouse, daí é só clicar no local desejado

_________________

5 comentários:

francisquinho do guiaia disse...

Bom saber que à tempos idos na nossa terra já tinha gosto pela música.gostaria de saber o qual "destes" séria meu avo Zulmiro Batista.

MAGNO disse...

MEU AVô ZULMIRO BATISTA É O QUARTO DA ESQUERDA PARA A DIREITA QUE ESTÁ SENTADO,ONDE ELE SEGURA UMA TUBA(INSTRUMENTO DE SOPRO), ELE É ESSE ONDE TEM ESSES INSTRUMENTOS NO CHÃO.

Jairo Vitorino disse...

Esta evidente decadência cultural atinge a maioria das sociedades nos dias de hoje, Ney. Desde os rincões rurais até os perímetros urbanos. Eu sou suspeito para falar. Mas a alma do povo euclidense de outrora, através de notáveis como Padre Pedro, Tiago de Carvalho, Professor Bastinho, Antonio Batista, Zezito, Edmundo da Casa da Música, Zé Aras entre outras figuras igualmente importantes que conheci quando ai viví, gestaram um saber erudito que influenciam muito na minha vida profissional e acadëmica aqui na capital.

Marcos Vinicius Soares Santos disse...

Ney meu querido desculpa a minha ignorância por não ter conhecimento desse site"blog" uma raridade mais que fantástica mostrei a minha Avó Jacira Moura Soares mãe de um grande artista que no qual hoje se deixou esquecer por si mesmo "Antonilson Moura Soares" "Antonilson Seresteiro" filho do saudoso Pedro José Soares "seu Pedrinho" um dos primeiros fotógrafos de nossa cidade...
Ao apresentar alguma imagens a minha avó ababei levando a mesma ase emocionar muito ao ver as fotos do bispo Dom Jackson e Pe:Pedro
Só tenho a agradecer pois vc proporcionou uma incrível alegria em minha avó que acabou cobrando mais fotos da fundação da igreja matriz Nossa Senhora da Conceição do Cumbe e do eterno amigo dela Dom Jacksom Pe:Renato dentre outros que ela relatou

Marcos Vinicius Soares Santos disse...

Ney meu querido desculpa a minha ignorância por não ter conhecimento desse site"blog" uma raridade mais que fantástica mostrei a minha Avó Jacira Moura Soares mãe de um grande artista que no qual hoje se deixou esquecer por si mesmo "Antonilson Moura Soares" "Antonilson Seresteiro" filho do saudoso Pedro José Soares "seu Pedrinho" um dos primeiros fotógrafos de nossa cidade...
Ao apresentar alguma imagens a minha avó ababei levando a mesma ase emocionar muito ao ver as fotos do bispo Dom Jackson e Pe:Pedro
Só tenho a agradecer pois vc proporcionou uma incrível alegria em minha avó que acabou cobrando mais fotos da fundação da igreja matriz Nossa Senhora da Conceição do Cumbe e do eterno amigo dela Dom Jacksom Pe:Renato dentre outros que ela relatou