segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Resumo da Guerra de Canudos

Um breve resumo sobre a Guerra de Canudos
>>>>Fique por dentro sobre nossa região
A região de Canudos pertenceu a Euclides da Cunha, Bahia e foi elevado a município em 1985, desmembrado de Euclides da Cunha

Antonio Conselheiro (Antonio Mendes Maciel) de Quixeramobim no Ceará acreditava que havia sido enviado por Deus para acabar com as diferenças sociais e a cobrança de impostos.

A situação de miséria e descaso político fez nascer no sertão nordestino, no final do século XIX, um movimento messiânico de grande importância. Liderados pelo beato Antônio Conselheiro, o grupo de miseráveis fundou às margens do rio Vaza Barris, um arraial. Este, longe do poder dos políticos, representou uma ameaça a ordem estabelecida pela recém inaugurada República. Logo, os canudenses foram atacados com toda força pelas tropas do governo.

As duas primeiras expedições enviadas pelo governo baiano contra o arraial entre 1896 e 1897 fracassam completamente. De março a outubro de 1897, outras duas expedições enviadas pelo governo federal e organizadas pelo Exército, a última com 6 mil homens e artilharia pesada, conseguem finalmente tomar e destruir Canudos. Junto com Conselheiro morrem milhares de combatentes e restam cerca de 400 prisioneiros, entre velhos, mulheres e crianças.

O escritor Euclydes da Cunha, em seu livro Os Sertões, eternizou este movimento que evidenciou a importância da luta social na história de nosso país.

Pesquisa na internet transformado em um breve histórico

Ouça abaixo uma linda música de Antonio Rocha e Enoque Araujo sobre a Guerra de Canudos


Profecia (CD Nação Nordestina - Antonio Rocha)

Para ouvir clique no play

Para baixar em seu computador clique AQUI

Letra da música

PROFECIA

Tangido pela vida e pela seca, chegou no Estado da Bahia
Na região de Canudos fundou sua freguesia (2x)


Tornou-se um grande líder pregando a religião
Na defesa dos humildes dedicou sua devoção (2x)

Implantou comunidade, fez a produção crescer, mas o poder, como sempre, preferiu não entender
Batalhas foram travadas, exército, rifles e canhão - Contra o povo sertanejo armado a foice e facão (2x) - Estribilho

Vendo o aniquilamento, começou a profetizar
Eu morro mas o sertão um dia vai virar mar (2x)
E o vermelho de Canudos espalhado pelo chão
Transformou-se num açude, o maior da região (2X)

Estribilho


5 comentários:

Anônimo disse...

Ney vc ta vendo como este Antonio Conselheiro parece comigo?E não e so pela barba e o cabelo.KKKK

Anônimo disse...

Estudo no EOB terminei a 7 série e nunca ouvi um professor falar sobre Canudos
nem sabia q aqui pertencia

Cram estofados disse...

Parabens Ney,

o que seria de nós euclidenses se nao existisse pessoas como voce que faz um trabalho maravilhoso deste simplesmente "por amor" . Voce merece todo tipo de premio que um euclidense possa receber de seus governantes.
continue,
abraços
Altemar Moura

Anônimo disse...

ney vc é d+, sou sua fã numero 1... te adoro muito e adoro as suas novidades. só uma coisinh vc é casado? vc é lindo ,adoro esse seu jeito de ser,de ser vestir de falar em fim adoro tudo em vc.......... um beijaõ e boa sorte!!!!!!!!!!!

Unknown disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.