quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Padre Pedro Monteiro Campos - Biografia

Foto/colaboração: Marli Lima França


Prof. Monsenhor Pedro Monteiro Campos

Nasceu em Santo Antonio da Glória – BA, em 25.01.31. Fez seus primeiros estudos no Seminário São José, na cidade de Senhor do Bonfim – Ba. Concluiu com grande brilhantismo os cursos de Filosofia e Teologia no Seminário Central em Salvador – Bahia, tendo sido ordenado Sacerdote em 1956 em cerimônia oficializada pelo Dom Frei Henrique Coolaand Trindade, então Bispo de Botucatú – São Paulo.
Em toda sua carreira estudantil, foi destacado sempre, como o 1º aluno da classe. Iniciou sua vida sacerdotal na Paróquia de Senhor do Bonfim, acumulando os cargos de Capelão do colégio das sacramentinas e vigário de Jaguarari.


Em 1958 foi transferido para Euclides da Cunha vindo dirigir a comunidade católica da cidade, estendendo sua administração pelos municípios de Abaré, Chorrochó e Macururé. De início o Pe Pedro restaurou a Igreja Matriz, com a ajuda dos paroquianos. Tornado-a no maior templo e um dos mais importantes da região.
Em 1963 foi fundado o Educandário Oliveira Brito, sendo o prefeito na época Antonio Batista de Carvalho, veio ele a exercer o Magistério lecionando algumas disciplinas como: Portugues, Literatura, Filosofia, etc, com muita sapiência, até às vésperas do seu desenlace.
Em 1965, devido às suas qualidades foi promovido a Camareiro de Sua Santidade, recebendo o título de MONSENHOR.
Em 1973, obteve licença da Santa Sé, para afastar-se do Sacerdócio, para contrair matrimônio com a Senhora Maria das Graças Peixinho, de cuja união nasceu seu único herdeiro Handerson Peixinho Monteiro.
No dia 01.12.75 passou a integrar a Loja Maçônica Acácia Nordestina, embora por breves 180 dias, pois veio a falecer no dia 30.06.76, deixando uma grande lacuna como religioso, professor a ser humano – PEDROCA, como era chamado pelos seus alunos.
Anos depois seu colega amigo e admirador, Prof. Dr. Ruy Marques da Silva, criava o Centro Cívico em sua homenagem, o qual funcionou por alguns anos no E. O. Brito, sendo regimento interno aprovado pelo Parecer n. 60/85, em sessão de 02.04.85 do COMOCI – BA, tendo se tornado de Utilidade Pública pela Lei 5.098 – Diário Oficial da Bahia de 29.06.89. Anos depois com a criação do Conselho do Educandário O Brito, o Centro Cívico foi tornado uma Associação sem fins lucrativos, colaborando nos mais diferentes setores da comunidade, principalmente na saúde e educação
Por Prof. Dr. Ruy Marques da Silva – Presidente Orientador do Centro Cívico

___

3 comentários:

ROCHA disse...

NEI

NO QUE ME LEMBRO O CENTRO CIVICO EM SUA HOMENAGEM FUNCIONOU NA SUA PROPRIA CASA DO PADRE PEDRO.

ME TIRE ESTA DUVIDA

DESDE JA PARABENS PELO SITE

MARIO SERGIO ROCHA DA COSTA
SERGINHO DO JUVENCIO

ROCHA disse...

NEI

NO QUE ME LEMBRO O CENTRO CIVICO EM SUA HOMENAGEM FUNCIONOU NA SUA PROPRIA CASA DO PADRE PEDRO.

ME TIRE ESTA DUVIDA

DESDE JA PARABENS PELO SITE

MARIO SERGIO ROCHA DA COSTA
SERGINHO DO JUVENCIO

Lúcia Ventura disse...

Parabéns pela grande iniciativa ao criar o site!Você está fazendo um bem enorme para mim que busco informações sobre o meu passado, e sei que também que como eu existem muitas outras pessoas sendo beneficiadas.É incrível a sensação de olhar na minha certidão de batismo e encontrar o nome do Pe. Pedro Monteiro Campos!Muito Obrigada!!!